A Estrada de Ferro Minas - RIO
Domingo Junho 25, 2017
Registro

A Estrada de Ferro Minas - RIO

 

A Estrada de Ferro Minas - RIO


A E.F. Minas-Rio, que seguira os rastros dos bandeirantes, ao romper de Cruzeiro pela garganta de Embaú, em 14 de junho de 1884, a Freitas inaugurada no mesmo dia a 16.675 metros. Daqui partiu a E.F. Muzambinho, que a 1° de fevereiro de 1894 abriu ao tráfego a Estação Bias Fortes (Jesuânia).


Auspicioso ato se realiza em Águas Virtuosas a 24 de março de 1894 - inaugura-se a Estação Ferroviária de Águas Virtuosas, (Estação Melo, que veio a corresponder ao 3° plano no atual Edifício do Condomínio Imperial).
Por essa época, o privilégio da exploração das fontes foi cedido à Campanha União Industrial do Brasil. Procede-se à construção do galpão de engarrafamento, assentamento das máquinas de gaseificação e cobertura das fontes, as novas instalações de banheiras e outros serviços.
Dotada assim de meio mais rápidos de comunicação, a localidade, a 149 quilômetros de Cruzeiro atraiu as visitas do Presidente Francisco Silvano de Almeida Brandão, que decretou, em Fevereiro de 1900, a organização da colônia Agrícola de Nova Baden.
Nessa altura, lembramos que a Colônia de Nova Baden foi um sonho acalentado pelo ilustre engenheiro Dr. Américo Werneck; e inaugurou-lhe a administração. A sua esforçada atuação em "Águas Virtuosas"... Manisfestou-se intensamente, desde quando, secretário da agricultura, cooperou para dotá-la de colônia agrícola em Nova Baden.
Esta via de comunicação, que foi utilíssima acabou por obsoleta.
O asfalto, tornando mais rápida e mais cômoda a viagem, por automóvel ou ônibus, dominou.
Tenhamos presente que a Estrada de Ferro não recebia atenções devidas, como atualização e melhoramento de seus serviços.
Tornou-se antiquada, e a massa de seus usuários passou a querer melhor ambiente, em comodidade e atenções.